5 dicas para evitar a enxaqueca menstrual

set 19, 2017

A TPM chega sem avisos e, para muitas mulheres, traz muitos sintomas na bagagem: náusea, irritabilidade e enxaqueca são alguns dos mais frequentes e incômodos.

A enxaqueca menstrual difere-se da dor de cabeça comum por vir acompanhada de enjoo e hipersensibilidade à luz, barulho ou cheiros, entre outros sintomas. Ela pode ser observada antes ou durante a menstruação e perdurar por mais alguns dias. Outro ponto que também varia é a intensidade da dor, que pode chegar a impedir a realização de atividades do cotidiano.

Mas você sabe o que causa a enxaqueca menstrual? No post de hoje, falaremos sobre as mudanças que acontecem no corpo das mulheres e mostraremos a você 5 formas de evitar esse suplício!

Por que as mulheres têm enxaqueca menstrual?

Aquelas que sofrem com a enxaqueca menstrual são mais sensíveis às mudanças hormonais típicas desse período. É por esse motivo que, geralmente, as dores começam dias antes da menstruação, quando ocorre uma queda dos níveis de progesterona.

Os dois hormônios femininos mais importantes envolvidos nesse ciclo são a progesterona e o estrogênio. A primeira é produzida nos ovários, logo após a ovulação. É ela uma das responsáveis por preparar o endométrio para a nidação (quando o óvulo fecundado chega à parede do útero).

A progesterona também torna a pele menos brilhante, aumenta o apetite e favorece a retenção de líquido nas duas semanas que antecedem a menstruação. Já o estrogênio é liberado durante a primeira fase do ciclo menstrual. É ele que prepara o útero e controla a ovulação, o tamanho dos seios, a textura e o brilho da pele, por exemplo.

Muitos anticoncepcionais de via oral levam o estrogênio como ingrediente principal. Ele ainda é utilizado em reposições hormonais, administradas na época da menopausa. Durante o ciclo menstrual, os níveis desses dois hormônios oscilam: pelas primeiras duas semanas após a menstruação, o estrogênio está em alta, tendo seu pico próximo à ovulação.

A partir daí, ele cai e a progesterona sobe. Próximo à menstruação, a quantidade de progesterona volta a diminuir — e as mulheres mais sensíveis a essas mudanças sofrem com a enxaqueca menstrual. Se o balanço de hormônios está desajustado, entram outros sintomas da TPM, como dor nos seios, enjoos e dores de cabeça, por exemplo.

Como prevenir e tratar o problema?

Não tem jeito: quando a enxaqueca ataca, acabamos recorrendo a doses de aspirina, ibuprofeno ou acetaminofeno. E, por mais que sejam alternativas seguras, existe sempre a opção de evitar e tratar a enxaqueca de formas mais naturais, ajudando a balancear o nível dos hormônios.

Por isso, trouxemos 5 dicas que podem ajudar:

Converse com seu médico

Por mais que pareça óbvio, com a consulta vocês podem encontrar uma solução juntos. É possível que ele peça exames para checar o nível do estrogênio e da progesterona, além da tireoide.

Baseado nos resultados dos testes, ele pode encontrar o tratamento ideal. Às vezes, trocar o anticoncepcional é uma das opções. Caso você sofra com enxaquecas muito fortes, pode consultar o médico sobre a possibilidade de aplicar cremes de progesterona na pele, que costumam aliviar um pouco os sintomas.

Mude a dieta

Em longo prazo, é recomendável cortar o glúten e reduzir a quantidade de açúcar e vinho tinto da alimentação para aquelas que apresentam propensão ao problema. Outra dica é evitar a tiramina nos dias próximos ao fim do ciclo. Essa substância pode desencadear crises de enxaqueca e está presente em alimentos como chocolates, queijos e carnes em conserva.

O magnésio é um dos aliados para prevenir e tratar a enxaqueca menstrual. Um estudo de 2011 (texto em inglês) explicou que ele afeta os receptores de serotonina (responsável por regular a percepção de dor), assim como outros receptores e neurotransmissores relacionados à enxaqueca. Escolha folhas escuras (espinafre, por exemplo), brócolis, sementes de girassol e abóbora ou amêndoas.

Presente no salmão, em castanhas do Pará e no fígado, entre outros itens, o selênio é capaz de diminuir os sintomas da enxaqueca ao combater radicais livres. Portanto, é indicado incluir tais iguarias na dieta.

Tome suplementos

Depois dos exames, é possível entender melhor os níveis de hormônio de uma mulher e, assim, entrar com a suplementação para suprir deficiências. O próprio magnésio, comentado acima, é recomendado. Consulte seu médico sobre a dosagem recomendada para o seu caso.

Segundo um estudo do médico Ryan Wheeler (texto em inglês), a deficiência de vitamina D é um fator recorrente em mulheres que sofrem com enxaqueca menstrual. Vale conversar com seu médico e considerar a suplementação, se for necessário.

Procure aliviar o estresse

Não é mistério nenhum que o estresse pode influenciar diretamente os níveis hormonais de nosso corpo. Portanto, encontre formas de driblar as variações de humor que a TPM causa e eliminar o estresse durante as épocas mais difíceis do ciclo menstrual.

Ioga, meditação, exercícios… Todas essas técnicas ajudam a manter a pessoa mais centrada e podem reduzir as dores de cabeça de fundo hormonal. Sair da rotina também é uma ótima tática para mandar a irritabilidade para longe. Evite discussões, tire um dia para você.

Sabia que o chá de camomila acalma e o suco de maracujá ajuda a relaxar? Aproveite para acrescentar gengibre a essas bebidas — trata-se de um aliado na redução de dores de cabeça e cólicas.

Mantenha-se hidratada

Sabe aqueles 2 litros de água que são indicados diariamente? Eles ajudam em muita coisa, incluindo a saúde e a aparência da pele, além de prevenirem a desidratação, que só piora as dores de cabeça.

Uma dica para não se esquecer de ingeri-los é procurar apps como o Waterbalance. Nele, você registra sua altura, seu peso e sua idade para calcular a quantidade ideal de água necessária durante o dia. Ele emitirá lembretes e ainda acompanhará sua hidratação por meio de gráficos.

Outra opção é usar garrafas com marcações de hora em hora, para que você cumpra metas e se lembre de beber água. O ideal é que elas sejam um pouco transparente, para um melhor acompanhamento.

Colocando as dicas acima em prática, você conseguirá aliviar muitos dos sintomas da enxaqueca menstrual. Quer continuar por dentro de outras dicas exclusivas sobre saúde e bem-estar? Curta a nossa página no Facebook e não perca nenhuma novidade!

Tabelas atualizadas dos principais planos de saúde: planos individuais, empresariais, para gestantes, para crianças, para familiares e para idosos.

final de ano black - amigao saude - 2018Powered by Rock Convert