9 dicas para economizar na escolha de um plano de saúde

jul 31, 2017

Você tem dúvidas quanto à escolha de um plano de saúde? Está com dificuldades para encontrar um que satisfaça suas necessidades e seja acessível ao bolso? Sabemos que esse assunto é delicado e que existem muitas dúvidas a serem esclarecidas.

Para conhecer de perto suas opções, o primeiro passo é procurar uma corretora. Seus funcionários são treinados para oferecer informações importantes sobre cada plano, ajudar a entender a diferença entre as modalidades e escolher aquele que é ideal para você.

Não sabe o que observar nessa hora? Veja agora 9 dicas que vão te ajudar na escolha de um plano de saúde:

1. Faça um planejamento

Não se comprometa com um valor maior do que realmente pode bancar. Assim, você evita dívidas no seu nome e não se complica financeiramente com a operadora do plano.

Antes mesmo de analisar suas opções, faça um planejamento realista do quanto você poderá pagar todo mês em um plano de saúde. Você deve se tornar consciente de suas limitações e contar sempre com um dinheiro reservado para emergências.

2. Compare orçamentos antes de contratar

Apenas com informações detalhadas em mãos será possível comparar os prós e contras e encontrar o melhor custo-benefício do plano de saúde. Na maioria das vezes, não basta ser o mais barato: ele deve se adequar às suas necessidades e cobrir seus possíveis contratempos.

Não é indicado contratar o primeiro que aparece em sua frente. Pesquise diferentes operadoras e tipos de planos para descobrir o que melhor se encaixa nas suas necessidades e no seu orçamento.

Para saber se a seguradora é confiável, uma dica é procurá-la no site da Agência Nacional de Saúde. Lá, você terá acesso a opiniões sobre o desempenho da empresa e até o número de reclamações de seus beneficiários.

3. Analise bem a possibilidade do plano coparticipativo

Se você utiliza pouco os serviços de saúde, pode pagar uma mensalidade bem mais baixa se obtiver um plano coparticipativo. Nesse tipo de contrato, o beneficiário paga uma parcela de cada procedimento que será realizado. Por outro lado, o investimento mensal é menor.

Contudo, se você tem filhos pequenos ou algum problema de saúde que necessita um acompanhamento médico ou exames constantes, pode ser que o plano sem participação saia mais barato. Apesar de a mensalidade ser um pouco mais alta, os procedimentos necessários serão cobertos pelo plano sem taxas adicionais.

4. Escolha o tipo de plano

Se sua empresa ou sindicato disponibilizar algum plano de saúde, tenha a certeza de que essa será a opção mais barata para você e sua família. Afinal, planos individuais e familiares tendem a ser muito mais caros do que os empresariais.

O número de pessoas que adere ao plano da companhia assegura um desconto dado pela operadora e barateia a mensalidade de todos os envolvidos. Sempre inclua a cotação do plano empresarial e individual que contenha as mesmas características, a fim de compará-los. Lembre-se que, às vezes, o mais barato não é o melhor.

5. Opte ou não por planos com acomodação

A acomodação é relativa à internação e às condições nas quais quer ser admitido no hospital. Se você não precisa ficar internado com frequência, escolher a enfermaria pode ser uma ótima maneira de economizar em seu plano.

Geralmente, a enfermaria acomoda dois pacientes por quarto, mas não dá direito a acompanhante, apenas a visitas. O quarto particular é mais salgado, por isso, deve-se pensar bem se ele realmente seria necessário.

6. Investigue a cobertura ideal

Se você viaja muito, uma cobertura regional pode não ser a melhor escolha. Quando está fora do alcance de seu plano e precisa de atendimento, acabará por pagar as consultas e exames de forma particular, e isso pode acarretar em despesas desnecessárias.

Analise a frequência e destino de suas viagens, veja o quão mais cara seria a cobertura nacional ou internacional, dependente de seus hábitos. Às vezes, pagar um pouco a mais na mensalidade te dá maior tranquilidade e segurança. Principalmente se visita o exterior com frequência, lá fora o SUS não existe e os procedimentos são bem mais custosos.

7. Tome cuidado com as coberturas supérfluas

É impossível saber ao certo o que nos espera no futuro, mas algumas coisas podem encarecer seu plano sem necessidade. A seguradora oferece as coberturas: ambulatorial, hospitalar com ou sem obstetrícia, odontológica e de referência. Isso define os serviços dos quais poderá usufruir.

Analise com cuidado para que esteja preparado e protegido pelo seu seguro, mas tenha a noção das coisas supérfluas que estão em seu contrato e podem ser retiradas. Por exemplo: se você é um homem solteiro, não precisará de obstetrícia, concorda?

A negociação do contrato é muito importante, por isso você deve lê-lo com muita atenção e pensar muito bem nas coisas que estão inseridas e nas que estão faltando.

8. Pergunte tudo o que quiser

Pergunte tudo o que precisar perguntar, tire todas as suas dúvidas — afinal, o plano de saúde é algo muito sério. Informe-se sobre a liberação de exames e senhas, envio de boletos, reembolsos, redes credenciadas e locais de atendimento. Isso evita aborrecimentos futuros.

Esclareça suas indagações sobre o período de carência. Geralmente, após assinar o contrato, você deve esperar 24 horas para usar em casos de emergência, mas em casos de consultas e cirurgias, por exemplo, podem se passar três meses até que o seu novo seguro cubra os serviços

Simular a utilização do plano escolhido com seu corretor, antes de assinar o contrato, pode ser uma opção para sanar seus questionamentos. A busca por informações com pessoas que são associadas ao plano também pode ajudar.

9. Diga a verdade

Antes de assinar o contrato, a seguradora perguntará se você faz algum tratamento ou se tem o conhecimento de alguma doença. É necessário dizer a verdade. Se existir alguma condição preexistente, o período de carência pode mudar ou você pode perder o seu plano de saúde caso não tenha avisado da patologia anteriormente.

A escolha de um plano de saúde é delicada e dependente de muitos fatores. Informar-se e ter planejamento é a melhor saída para que sua decisão seja a correta para a sua família!

Se você estiver em busca de um plano especial para a terceira idade, não deixe de conferir como escolher o plano de saúde ideal para idosos!

Tabelas atualizadas dos principais planos de saúde: planos individuais, empresariais, para gestantes, para crianças, para familiares e para idosos.

final de ano black - amigao saude - 2018Powered by Rock Convert