Afinal, você deve evitar os ovos para manter a saúde?

ago 7, 2017

O que é realmente necessário evitar na alimentação para manter a saúde da sua família? O ovo passou muitos anos debaixo de severas acusações, já que contém grande quantidade de colesterol. Mas será que ele é realmente culpado?

Recentemente, descobriu-se que o colesterol não é mais o principal acusado. A culpa, agora, foi colocada nas gorduras saturadas, aquelas que são sólidas à temperatura ambiente e se depositam na parede dos vasos sanguíneos, causando bloqueios no fluxo de sangue.

Mas o que isso diz sobre os ovos? Existem benefícios em consumi-los? Quem deve evitar esse alimento? Com o que é preciso tomar cuidado?

No post de hoje, responderemos a essas e outras perguntas. Acompanhe e tire suas dúvidas!

Há benefícios para a saúde?

Você sabia que o ovo é uma das maiores descobertas nutritivas da atualidade? Veja a seguir 7 melhorias que esse alimento pode trazer para a saúde do nosso corpo:

É um dos alimentos mais completos

Um ovo contém 9% da quantidade necessária diária, ou RDA, de B12, 15% da RDA de B2, 6% de vitamina A, 7% de B5 e 22% de selênio. Inclui quase todos os nutrientes, mesmo que em pouca quantidade. Também tem cálcio, ferro, zinco, manganês, vitamina E, folato, entre outros.

Um ovo inteiro tem uma quantidade enorme de nutrientes quando comparado ao seu valor calórico, a maioria deles se encontra na gema, já que a clara é composta, principalmente, de proteínas.

Ele possui diversos antioxidantes, vitaminas A, D, E e K e minerais que são responsáveis pelo combate ao envelhecimento precoce das células e pela redução do risco de doenças crônicas como hipertensão e câncer.

Melhora o colesterol sanguíneo

Um ovo grande contém 212 mg de colesterol, o que é muito, quando comparado a outros alimentos. Contudo, isso não significa que ele aumenta o colesterol sanguíneo, sabia?

Nosso fígado produz colesterol todos os dias e, quando ingerimos esse nutriente, o órgão terá que produzir menos dessa substância. Muitos estudos mostram o ovo como um dos responsáveis por aumentar o HDL, o colesterol bom, e mudar o LDL, o ruim, para um subtipo não associado a doenças do coração.

Diversos projetos tentaram associar o consumo de ovo à doenças cardiovasculares, mas não tiveram sucesso. Em pesquisas que envolvem diabéticos, por outro lado, parece haver ligação, mas não quando associado a uma dieta de baixo teor de carboidratos.

Possui proteína de alto valor biológico

Para construir proteínas, há 21 tipos de aminoácidos, dos quais o corpo não consegue produzir 9. Isso significa que eles são absorvidos unicamente pela dieta e, por essa razão, são chamados essenciais.

Veja bem, a fonte de proteína é classificada de acordo com a quantidade dessas partículas essenciais. Se contiver todas e em boas quantidades, é chamada de proteína de alto valor biológico. E elas são comparadas com a melhor fonte de proteína já conhecida, a única que tem valor 100: o ovo.

Auxilia a perda de peso

Por conter a proteína mais completa conhecida e grande quantidade de lipídeos, a ingestão do ovo é capaz de causar sensação de saciedade rapidamente e por um longo tempo. Comê-lo no café da manhã é uma boa dica, você já tentou?

Evite o ovo frito, invista nos cozidos, mexidos ou pochês. Se for fritá-lo, faça em uma frigideira nova com um bom teflon, a fim de evitar o uso de óleos vegetais. Um ovo possui apenas 70 kcal e pode te ajudar a driblar a fome em horários estratégicos.

Ajuda no crescimento e manutenção de músculos

Esses benefícios são atribuídos à presença de leucina em sua composição, um dos aminoácidos essenciais presentes na clara. A substância é encontrada em diversos suplementos nutricionais para o ganho de massa magra.

É alimento para o cérebro

A gema possui grande quantidade de colina, inclusa nas vitaminas do complexo B, e contribui para a formação de novas células nervosas. Estudos mostram que a ingestão ideal de colina, 126 mg por dia, está relacionada à diminuição do risco de doenças degenerativas como o Parkinson e o Alzheimer.

Essa substância também é necessária para a síntese da acetilcolina, um neurotransmissor e componente da membrana celular. É especialmente importante na gravidez, já que seu baixo consumo pode aumentar o risco de defeitos do tubo neural e levar a uma diminuição da função cognitiva do feto.

Protege os olhos da degeneração

Existem 2 antioxidantes no ovo que possuem um grande efeito sobre os olhos, a luteína e a zeaxantina. Ambas se acumulam na retina e combatem os radicais livres, por isso, demonstram significativa diminuição de degeneração macular e de catarata.

Preciso tomar algum cuidado?

Os ovos são veículos de contaminação por salmonela, por isso, temos que tomar muito cuidado na hora de comprar, limpar e utilizar os mesmos. É importante verificar a data de validade e o selo de inspeção oficial na embalagem.

A salmonela fica na casca, assim, ela deve estar limpa íntegra e sem rachaduras ou trincas. Eles devem ser guardados na geladeira, mas não na porta, já que esse local sofre muita manipulação e impacto e pode quebrá-los. Se puder colocar no fundo da prateleira, em um recipiente fechado, é o ideal.

Atenção, não se pode lavá-los antes de guardar. Sua higienização deve ser feita logo antes da utilização e, após sua manipulação, é imprescindível que você lave suas mãos antes de tocar em qualquer outro alimento ou utensílio para evitar a contaminação cruzada.

O tempo de cozimento deve ser de, aproximadamente, 10 minutos. Não é indicado comer os ovos com a gema mole, pois a temperatura de morte da salmonela não é atingida.

Existe algum caso em que devo evitá-los?

Os ovos são alimentos maravilhosos, mas devem ser evitados por pessoas com problemas nas articulações. Eles podem causar inchaço nessas áreas e aumentar as dores.

Isso ocorre pela presença de ácido araquidônico, principalmente na gema. Esse ácido induz a produção de prostaglandinas, substâncias iniciadoras da resposta inflamatória que aumentam a permeabilidade dos vasos e o acúmulo de células de defesa. Você pode evitar a gema e se concentrar nas claras que são constituídas, principalmente, de proteínas.

Percebe que os ovos não são vilões? Eles contribuem para o nosso corpo com diversos nutrientes que nos ajudam a manter a saúde. E, claro, lembre-se de ter uma alimentação balanceada e praticar exercícios físicos.

Gostou desse texto e quer continuar desvendando os mitos e verdades sobre alimentação e saúde? Então aproveite para conhecer as causas, tratamentos e sintomas da hipertensão!

Tabelas atualizadas dos principais planos de saúde: planos individuais, empresariais, para gestantes, para crianças, para familiares e para idosos.