Como reduzir o risco de câncer de mama em 50%?

jul 25, 2017

Depois do câncer de pele, o câncer de mama é o tipo de tumor maligno que mais atinge mulheres no mundo. Segundo a cartilha “Vamos falar sobre isso?“, publicada pelo Instituto Nacional de Câncer (INCA), ele foi responsável por 14.622 mortes em 2014 e 57.960 novos casos em 2016. Os homens também podem ter a doença, mas representam apenas 1% dos casos.

Apesar dos avanços no diagnóstico e no tratamento, que aumentam para até 90% as chances de cura, se descoberta em fase inicial, a prevenção ainda é a forma mais segura de evitar a doença. De acordo com os oncologistas, ter um estilo de vida saudável é a maneira mais eficaz de não entrar para os grupos de risco. Para isso, basta adotar alguns hábitos na sua rotina e evitar certos vícios.

Quer saber como reduzir o risco de câncer de mama em até 50%? Veja as dicas que trouxemos para você no post de hoje:

Ficar longe do cigarro

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o cigarro causa mais de 5 milhões de mortes por ano. Além do aumento do risco de vários outros tipos de câncer — pulmão, boca, laringe, faringe, bexiga, rins —, o tabagismo está associado ao surgimento do câncer de mama, fazendo com que milhares de pessoas entrem para essa estatística.

A associação do câncer de mama ao tabagismo ainda representa controvérsia no meio científico, já que existem estudos com dados contrários e favoráveis dessa relação. Entretanto, há pesquisas que comprovam que os compostos presentes na fumaça do cigarro, como as aminas aromáticas, nitrosaminas e hidrocarbonetos policíclicos, induzem o câncer mamário.

Um estudo publicado no Jornal do Instituto Nacional do Câncer, da Universidade de Oxford, encontrou o risco significativo de desenvolver o câncer de mama nas jovens que fumavam ativamente, naquelas que fumavam com frequência e também nas mulheres que iniciaram o hábito cinco anos antes da primeira gravidez.

Para o pesquisador norte-americano do Centro para Pesquisa em Câncer, Fred Hutchinson, são cada vez maiores as evidências que colocam o cigarro como inimigo número um da saúde, também, em relação ao câncer de mama.

Abusar dos alimentos com fibras

Talvez você não saiba, mas as fibras presentes nos vegetais, frutas e grãos integrais são grandes aliadas da saúde das mamas.

De acordo com Karin B. Michels, presidente do Departamento de Epidemiologia da Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA), consumir frutas, vegetais, nozes, grãos, leguminosas e sementes na adolescência e no início da fase adulta é muito importante porque as glândulas mamárias estão em desenvolvimento — ou seja, mais suscetíveis a aceitar novos hábitos e estilos de vida.

Então, faça desses alimentos presença frequente em suas refeições! Além de absorver vitaminas e nutrientes necessários ao organismo, você também prevenirá o câncer de mama.

Praticar exercícios físicos

A instituição Cancer Research UK, por meio de uma análise que combinou 31 estudos sobre a relação entre câncer de mama e atividade física, concluiu que as mulheres que fazem algum exercício têm 12% menos chances de desenvolver a doença.

Isso mostra que as atividades físicas, além de serem benéficas para a saúde e atuarem como agente de prevenção de diversas doenças, ajudam a diminuir o risco de câncer mamário, inclusive em mulheres que já passaram da menopausa.

Sendo assim, movimente-se. Não precisa ser atleta profissional, basta escolher uma atividade que você goste e manter o hábito de praticá-la, no mínimo, três vezes por semana. Você pode caminhar, dançar, correr ou andar de bicicleta.

Manter o peso

Para o Dr. Walter Willett, professor de Havard, a melhor decisão das mulheres para diminuir o risco de câncer mamário é evitar o sobrepeso na fase adulta.

À medida que o peso aumenta, as chances de ter a doença também crescem, já que a gordura em torno da cintura é metabolicamente ativa. Isso quer dizer que ela produz hormônios como o estrogênio, que é conhecido por estimular o desenvolvimento de células cancerígenas nas mamas.

O sobrepeso também diminui as chances de recuperação, caso a mulher contraia a doença. Sendo assim, fique de olho no seu índice de massa corporal (IMC) e tenha hábitos alimentares saudáveis, já que o excesso de peso também está associado a outras doenças como diabetes, hipertensão e outros tipos de câncer.

Controlar o consumo de álcool

O excesso de álcool potencializa os efeitos do tabaco, que é um dos hábitos que podem levar ao câncer de mama. Além disso, seu consumo afeta o nível de hormônios sexuais, aumentando o risco do aparecimento da doença, antes ou depois da menopausa.

Segundo o periódico Alcohol and Alcoholism, uma dose de bebida alcoólica por dia aumenta em 5% as chances de desenvolver a doença. Para as mulheres, cujo consumo é de três ou mais doses diárias, o risco sobe para 50%.

Evitar se expor à substâncias cancerígenas

Algumas substâncias químicas e a radiação podem causar câncer. Raios gama e raios-X estão relacionados a vários tipos de câncer, dentre eles o de mama.

Por isso, quanto menos exposição, menores são as chances de contrair a doença. Isso vale também para os raios solares, que também emitem radiação e estão cada vez mais agressivos, devido ao aquecimento global e ao efeito estufa.

Fazer check-ups regularmente

Um em cada três casos de câncer de mama têm cura se for diagnosticado em fase inicial; é o que diz o INCA. Isso mostra como é importante visitar regularmente o médico, mesmo sem apresentar sintomas.

Além da mamografia, o autoexame das mamas é recomendado para todas as mulheres, principalmente após os 35 anos. O check-up também pode incluir exames de sangue e de imagem, como raios-x e testes genéticos.

Como você pode perceber, ter hábitos saudáveis é muito importante quando se trata de prevenir o câncer de mama. Você viu, neste post, que não é difícil ficar fora dos grupos de risco, basta adotar um estilo de vida que inclua atividades físicas, alimentação rica em fibras, manter distância do cigarro e do excesso de álcool, além de visitar o médico regularmente.

Agora que você já sabe como reduzir o risco de câncer de mama, que tal continuar acompanhando outras dicas sobre saúde e bem-estar? Siga nossa página no Facebook e não perca nenhum conteúdo que compartilhamos por lá!

Tabelas atualizadas dos principais planos de saúde: planos individuais, empresariais, para gestantes, para crianças, para familiares e para idosos.

final de ano black - amigao saude - 2018Powered by Rock Convert