Plano de saúde para criança: como escolher corretamente?

fev 21, 2020

ATENÇÃO

Todos os planos de saúde estão cobrindo o teste para o coronavírus.
Contrate agora mesmo seu plano e garanta melhores condições e os valores da tabela vigente.

Quem tem filho sabe que eles invariavelmente irão ficar doentes. Além de estar sempre brincando, pulando e se machucando, é natural que os pequenos fiquem doentes com uma frequência mais alta, afinal, eles ainda não estão 100% desenvolvidos. Por isso, o convênio médico para criança é ainda mais importante do que para os adultos.

Sendo assim, confira como escolher o melhor plano de saúde para criança.

Recém-nascidos podem entrar no plano de saúde dos pais

Primeiramente, é importante saber que os recém-nascidos tem o direito a entrar automaticamente no plano de saúde dos pais. Mas, é preciso ficar um pouco atento, pois os planos não necessariamente tem tudo que é preciso para garantir que a criança estará bem cuidada. Por exemplo, se você tem um plano empresarial, pode ser que não existam muitos hospitais infantis e pediatras dentro do convênio médico.

As questões técnicas do plano de saúde para criança

O mais importante, sem dúvida, é a questão técnica do plano. Os primeiros pontos ao observar em um plano de saúde para criança são a rede credenciada e a área de abrangência.

A área de abrangência é o local onde a criança tem direito a atendimento dentro do convênio médico. Existem coberturas nacionais, regionais e internacionais. Por isso, é importante avaliar bem a situação e entender quais são as necessidades. Se você viaja muito com ela, um plano mais abrangente pode ser o ideal. Isso é ainda mais importante caso exista a chance dela estudar fora, por exemplo.

Por tanto, é importante pensar também no futuro, afinal as crianças crescem bem rápido e as necessidades podem mudar.

A rede credenciada para criança também é essencial. Se o plano tiver poucos pediatras perto de você, ou não tiver hospitais e clínicas especiais para este público, talvez seja melhor procurar outra opção. A rede credenciada é um dos pontos mais importantes em qualquer plano de saúde e para as crianças, por conta de suas características mais peculiares, é ainda mais importante.

O gênero e a idade no plano de saúde para crianças

Uma boa dica é ao escolher o plano de saúde para as meninas. Elas têm algumas necessidades especiais, o que significa que o ideal é um plano com boa cobertura ginecológica. Enquanto ela é criança isso não é uma preocupação, mas, mais uma vez, é preciso pensar no futuro. Mais cedo do que você imagina ela tem a primeira menstruação e precisa de um acompanhamento especial. É melhor já garantir isso antes que seja urgente.

Outro ponto a observar é a idade. Certos planos podem oferecer valores diferenciados de acordo com a idade da criança, começando com uma mensalidade mais baixa e ir aumentando conforme ela cresce. Por outro lado, este é o ponto em que elas estão mais vulneráveis, o que pode aumentar o preço nos primeiros anos de vida.

Não se esqueça das questões mais burocráticas no plano de saúde para criança

Enquanto é importante que o plano tenha tudo para garantir o atendimento para a sua família, também é preciso que ele caiba no bolso. Portanto, as questões burocráticas também precisam ser consideradas.

Um exemplo é em relação ao pagamento. Existem duas formas básicas de pagar qualquer plano, a mensalidade fixa e a coparticipação. Na maioria dos planos, o segundo é o mais vantajoso, pois você paga menos por mês, mas divide a despesa de qualquer exame ou consulta.

Porém, no caso das crianças este tende a não ser necessariamente o melhor. Elas costumam usar bastante o convênio médico, fazendo com que esta conta não valha muito a pena.

Outro ponto burocrático importante é o tempo de carência. Este é um prazo que os planos determinam até que o cliente tenha direito a fazer exames, consultas e cirurgias com a cobertura do convênio médico. Também é sempre algo a ficar atento.

No caso das crianças, como a saúde delas é mais frágil, muitos planos tendem a ter prazos de carência menores, o que é um ótimo diferencial. Neste caso, é importante pesquisar e encontrar a melhor opção.

Por fim, mais um ponto importante que impacta no preço e na validade do plano é se irão existir mais pessoas no convênio médico. São muitas opções que o usuário tem, desde escolher um plano exclusivo para a criança como incluí-lo no seu.

Então, para escolher o plano ideal, é preciso pensar bem em todos os detalhes. A melhor recomendação é conversar com um corretor, para que ele possa ajudar a escolher o melhor plano baseado no que você e sua família precisa.

Com estas dicas, você consegue encontrar o plano ideal para as crianças e garantir a sua saúde. Então, entre em contato com um de nossos corretores para ficar por dentro de tudo que você precisa para ter o melhor plano para sua família!

ATENÇÃO

Todos os planos de saúde estão cobrindo o teste para o coronavírus.
Contrate agora mesmo seu plano e garanta melhores condições e os valores da tabela vigente.

Tabelas atualizadas dos principais planos de saúde: planos individuais, empresariais, para gestantes, para crianças, para familiares e para idosos.

Convênio Ameplan: conheça os mitos e verdades sobre os planos de saúde

Contratar um plano de saúde é realmente seguro? Durante as emergências médicas, o convênio médico pode dificultar exames e internações? Entenda quais são os mitos e verdades sobre os planos de saúde.

Conteúdos relacionados:

Share This