ATENÇÃO

Todos os planos de saúde estão cobrindo o teste para o coronavírus.
Contrate agora mesmo seu plano e garanta melhores condições e os valores da tabela vigente.

Planos de saúde para funcionários públicos

por | abr 21, 2021 | Planos de Saúde

planos de saude para funcionarios publicos

Estabilidade de carreira, salários geralmente mais vantajosos e bonificações extras por tempo de serviço. Essas são algumas das principais vantagens que vêm à mente quando se pensa numa carreira pública. Entretanto, apesar das evidentes conveniências, um aspecto importante pode deixar a desejar são os planos de saúde para funcionários públicos fornecidos pelo orgão contratador. Ao contrário de empresas privadas que podem disponibilizar planos de saúde entre os benefícios da vaga, no âmbito público esse não é um privilégio garantido.

E uma coisa é certa: muitas vezes, o trabalho desse tipo de servidor costuma ser redobrado e exige um esforço característico de repartições públicas. O estresse do dia a dia combinado com uma alta carga de serviços – e, em determinados casos, até plantões – pode, à longo prazo, gerar possíveis desgastes físicos. Por isso, é importante estar atento a sua saúde!

Os tipos de plano de saúde ideais

Primeiramente, o funcionário público — ou servidor público — é aquele profissional que trabalha em um órgão de administração pública, direta ou indiretamente, em um âmbito federal, estadual ou municipal.

Para sua admissão, existe uma prévia submissão e aprovação através de um concurso público, de modo que, uma vez aprovado, será avaliado por alguns anos e adquirirá, ou não, a estabilidade. No âmbito do funcionalismo público, existem basicamente dois tipos de funcionários: os servidores públicos e os empregados públicos.

Enquanto os primeiros caracterizam-se por manter uma relação funcional com o estado, sendo titulares de cargos públicos de caráter efetivo ou através de comissão, os empregados públicos mantêm uma relação de caráter contratual trabalhista, ou seja, são regidos pela Consolidação das Leis de Trabalho – CLT.

Nesse sentido, são duas as opções de planos de saúde para funcionários públicos: primeiramente, os planos coletivos por adesão , aderidos através de um órgão que representa o profissional em questão. É o caso de servidores públicos, vinculados a uma pessoa jurídica de caráter classista e profissional.

Por outro lado, temos os planos coletivos empresariais, que dizem respeito aos servidores que possuam vínculo com uma pessoa jurídica, através de uma relação empregatícia ou estatuária, ou seja, ideal para empregados públicos em regime de CLT.

Como ter acesso a um plano de saúde específico para a profissão?

Os planos de saúde para funcionários públicos, como o próprio nome supõe, diz respeito a servidores públicos e pode, a depender do tipo de contrato, oferecer uma cobertura a seus dependentes, nos graus de parentesco de cônjuge, união estável estabelecida e até o segundo e terceiro grau de parentesco consanguíneo.

O funcionário, então, possui três opções de plano de saúde: individual, familiar e coletivo (por adesão ou empresarial, como citados anteriormente).

A opção com maior custo-benefício, neste contexto, é o de caráter coletivo, que funciona da seguinte forma: esta demanda a afiliação a uma entidade de classe, como estudantes, empresários ou uma formação específica de curso superior, por exemplo. Esta opção é muito vantajosa, visto que funciona através de vários interessados de uma categoria em comum que optam por participar e, assim, dividem os custos.

O funcionário pode, entretanto, optar também por planos individuais e familiares que, por outro lado, são assinados entre uma operadora de planos de saúde e uma pessoa física para sua própria assistência e/ou a de seu grupo familiar. São diferentes dos planos coletivos, que, de acordo com a categoria profissional, são ideais para quem busca algo mais em conta, afinal, quanto mais indivíduos aderem, mais barata a mensalidade fica para todos!

Como funcionam os planos de saúde para funcionários públicos?

O plano coletivo por adesão, por possuir caráter coletivo, normalmente é preciso que uma pessoa jurídica faça o contrato desse plano, gerando assim um melhor controle, como acontece com sindicatos, associações profissionais e conselhos regionais.

Para contratar este plano específico, a organização da qual o funcionário faz parte deve entrar em contato com uma administradora de benefícios para encontrar uma melhor opção de acordo com os tipos de servidores ou empregados ligados ao estado. A partir daí, o funcionário apresenta seus respectivos documentos para confirmar o exercício da profissão ou, então, apresentar um comprovante do curso realizado.

Os planos de saúde por adesão, por sua vez, são tão completos quanto os planos convencionais, trazendo alteração na mensalidade apenas de acordo com a sinistralidade do mês em questão.

A carência do plano também é um ponto a ser considerado, visto que em planos individuais ela costuma ser um pouco maior, fazendo assim com que seja preciso esperar algum tempo até que alguns benefícios possam ser utilizados. No plano coletivo, por outro lado, esta carência tende a ser menor.

Defina suas prioridades de acordo com o que você realmente precisa

Sabendo que a opção coletivo de adesão é o ideal quando falamos de planos de saúde para funcionários públicos, agora você deve contratar um pacote que se equilibre com todos os aspectos que você precisa, principalmente no que diz respeito às finanças e à própria utilidade do serviço. Considere sua realidade, necessidades e hábitos para definir o que é essencial, para então fazer a escolha entre um plano ambulatorial, hospitalar ou a combinação das duas possibilidades.

Não costuma viajar tanto para fora do Estado? Então talvez a escolha de um plano nacional não seja a melhor opção. Sua família é composta majoritariamente por mulheres? Nesse caso, a cobertura obstétrica é muito viável. Em resumo, escolha uma cobertura que atenda seus interesses, sem gastar com algo que não necessariamente precisa.

Outro aspecto importantíssimo é a abrangência do plano, ou seja, a área em que ele atende. Neste ponto, é crucial que a área em que você será atendido será a mesma de onde você reside, ou, no mínimo, próxima e de fácil acesso. Em momentos de necessidade, é preciso ter em mente que, apesar de um excelente atendimento, a distância para a locomoção também faz muita diferença.

Planejar é sempre bom!

O aspecto financeiro, primeiramente, deve sempre ser considerado. É preciso lembrar que sua renda mensal não deve ser comprometida em mais de 40%. Por isso, avalie as opções com calma de acordo com sua capacidade monetária. Sente, calcule, e verifique suas contas antes de tudo.

Entretanto, lembre-se que o objetivo de um plano de saúde é a proteção e prevenção, além de nós mesmos, daqueles com quem nos importamos. Por isso, economize, mas não deixe de lado fatores imprescindíveis. A expressão “o barato sai caro”, nesse contexto, faz todo o sentido.

A consultoria correta para você

Agora que você já se inteirou sobre as possibilidades descritas acima, basta buscar por um plano de saúde de qualidade e com preço acessível. E é aí que uma boa consultoria entra. Através dela, será possível traçar suas principais necessidades para gerar uma cotação que tenha a ver não somente com seu perfil de saúde, mas também com seu bolso.

Entre em contato conosco através de nosso site ou consulte um corretor para podermos lhe apresentar o plano ideal. O Amigão Saúde possui especialistas em consultoria e corretagem de planos de saúde individuais, familiares, por adesão e para micro, pequenas e médias empresas.

ATENÇÃO

Todos os planos de saúde estão cobrindo o teste para o coronavírus.
Contrate agora mesmo seu plano e garanta melhores condições e os valores da tabela vigente.

Plano de saúde Unimed para estudantes como funciona?

Quer conhecer uma das melhores opções do segmento estudantil? Então, acesse nosso artigo e conheça os diferenciais do plano de saúde Unimed para estudantes.

Conteúdos relacionados:

Planos de saúde para advogados

Planos de saúde para advogados

Bons planos de saúde para advogados devem atender a alguns requisitos, sendo compatíveis com as suas necessidades e exigências, que podem variar de acordo com o perfil de cada profissional.