7 dicas para cuidar do seu coração e começar a viver melhor

dez 18, 2017

O coração é um dos principais órgãos do corpo e exerce grande responsabilidade na manutenção da nossa vida. É importante dar atenção a ele, visto que as doenças cardiovasculares — hipertensão, infarto, acidente vascular cerebral, derrame e morte súbita — estão entre as principais causas de morte em todo o mundo. Tais doenças têm sido causadas por hábitos inadequados, tais como o consumo excessivo de alimentos gordurosos, o sedentarismo e o fumo. Esse panorama indica que a maior parte das pessoas não estão cuidando do coração. Para que você não faça parte dessa estatística, a seguir, reunimos 7 dicas para lhe ajudar a colocar a saúde do seu coração em dia e ter uma melhor qualidade de vida. Confira!

1. Diminuir a ingestão de sal

O consumo excessivo de sal pode aumentar a pressão sanguínea e, portanto, é um dos grandes fatores de risco para o desenvolvimento da hipertensão. As pessoas que já possuem predisposição para a doença devem se atentar ainda mais a isso. Para manter o coração saudável, é indispensável reduzir o consumo diário de sal. Uma maneira de fazer isso, é diminuir a quantidade de sal no tempero de alimentos e apostar em outros temperos que também conseguem dar sabor, tais como o alho, o manjericão, o alecrim, o orégano, o gengibre, o cominho e várias outras ervas saborosas. Outra dica é evitar o consumo de alimentos industrializados, visto que eles têm alto teor de sódio e condimentos artificiais. Como exemplos, podemos citar os enlatados e embutidos; os biscoitos snacks e chips; e os alimentos pré-prontos ou congelados, tais como as lasanhas e o macarrão instantâneo.

2. Beber bastante água

A ingestão de água ajuda a manter a pressão sanguínea em níveis normais, melhorando o bombeamento do sangue e prevenindo a hipertensão. Assim, é indispensável consumir, diariamente, um volume adequado de água. Cada pessoa necessita de uma quantidade específica, o que vai depender da altura, do peso e de outras características individuais do corpo. Geralmente, o volume necessário de água varia entre 1,5 e 2 litros de água por dia. Para descobrir qual é a quantidade mais adequada para você, marque uma consulta com o seu nutricionista, pois ele avaliará todas as condições do seu corpo e os alimentos que você consome para lhe contar o quanto de água você deve consumir rotineiramente.

3. Investir em uma boa alimentação

Ingerir quantias exageradas de alimentos gordurosos pode causar uma deposição de gorduras no interior das artérias, principalmente naquelas que se localizam no coração. Essa deposição transforma-se em placas de gorduras que, com o tempo, entopem os vasos, impedindo a passagem do sangue e, consequentemente, causam isquemia e infarto. Daí a importância de uma dieta equilibrada para a saúde do coração, o que inclui a ingestão diária de frutas, verduras, legumes, água, cereais e carnes brancas. Exemplos de alimentos que são ótimos para o coração são o salmão, as nozes e a linhaça, os quais são fontes de ômega 3 — nutriente que protege o órgão. Além disso, é importante diminuir o consumo de alimentos com alto teor de gordura e calorias, tais como as carnes vermelhas, as frituras, a pele de frango, os queijos amarelos, o torresmo e o bacon. Evite também alimentos ricos em gorduras trans e gorduras saturadas e diminua o consumo de doces e açúcar.

4. Diminuir o consumo de bebidas alcoólicas

O consumo de álcool traz diversos prejuízos à saúde, principalmente os relacionados ao bem-estar do coração. Essa substância tem o poder de lesar os tecidos cardíacos e, com o tempo, provocar cardiopatias, doenças vasculares, arritmias e, até mesmo, insuficiência. Por isso, é fundamental diminuir o consumo de bebidas alcoólicas para manter o coração saudável. Deixe os drinks apenas para os finais de semana e nunca exagere na quantidade ingerida.

5. Abolir o fumo

Já é do conhecimento de todos que o hábito de fumar traz diversos prejuízos para a saúde do coração. Isso porque o cigarro possui várias substâncias tóxicas que causam diferentes danos nos vasos sanguíneos e nos tecidos cardíacos. Tais substâncias podem lesar o endotélio — tecido que cobre o interior das veias e artérias —, deixando-os mais vulneráveis ao acúmulo de gordura. Pessoas que fumam contam com um risco três vezes maior de sofrer infarto quando comparadas aos não fumantes. Além disso, o cigarro também pode interferir nos processos envolvidos no movimento de contração e relaxamento do coração e, ainda, aumentar o risco de derrame e de isquemia. Portanto, para cuidar do seu coração, é preciso abolir o hábito de fumar.

6. Praticar atividades físicas

Praticar atividades físicas é uma das atitudes mais importantes que você pode fazer para cuidar do coração. Os exercícios têm uma infinidade de benefícios para o sistema cardiovascular. Podemos destacar os seguintes:

  • melhoram a circulação, ajudando o coração a bombear o sangue para todo o corpo;
  • ajudam a controlar a pressão sanguínea e a prevenir a hipertensão;
  • auxiliam no controle do peso corporal, diminuindo o sobrepeso, o acúmulo de gordura abdominal e a obesidade, que, por sua vez, são fatores de risco para o infarto e outras complicações cardíacas;
  • ajudam a controlar os níveis de colesterol e triglicérides.

Adote a prática de atividades físicas regulares, tais como caminhadas, natação, corridas, musculação, pilates, hidroginástica e andar de bicicleta. É importante fazer algum exercício que lhe agrade para conseguir manter a constância. Lembre-se que antes de começar qualquer atividade, é preciso fazer uma consulta médica para verificar as condições clínicas do seu corpo e descobrir qual é o exercício mais adequado para você.

7. Reduzir o estresse

Ter uma rotina de vida estressante representa grande fator de risco para diversas doenças, tanto emocionais quanto físicas. Dentre os prejuízos do estresse para o corpo, o principal deles é o impacto no sistema cardiovascular, com o aumento da pressão sanguínea e do risco de ocorrência de infarto. Portanto, para cuidar do seu coração, é imprescindível a busca por um dia a dia mais tranquilo. Dentre as ações que podem ser adotas estão:

  • evitar levar o trabalho para casa ou pensar nele fora do expediente;
  • ter momentos diários para o relaxamento e para o descanso;
  • dormir por mais tempo;
  • incluir o lazer em sua rotina.

Viu só como atitudes simples podem fazer toda a diferença na hora de cuidar do seu coração? Quer se manter por dentro de vários outros assuntos relacionados à saúde? Então, siga as nossas redes sociais: FacebookTwitter e Instagram.

Tabelas atualizadas dos principais planos de saúde: planos individuais, empresariais, para gestantes, para crianças, para familiares e para idosos.

Newsletter

Cotação pelo WhatsApp!
Share This