Guia da saúde: conheça os 14 principais hospitais de São Paulo

abr 24, 2018

Estar com a saúde em dia é uma das maiores preocupações dos brasileiros, principalmente em decorrência da dificuldade que o Sistema Único de Saúde (SUS) enfrenta para atender a todos com qualidade. É uma preocupação, porque, de fato, mais cedo ou mais tarde, precisaremos lidar com a necessidade de atendimento médico, seja por medidas preventivas, seja em casos de emergência.

E para que isso não se torne um pesadelo, ter um plano de saúde para quem mora em São Paulo pode ser uma boa alternativa para garantir atendimento na rede privada e mais agilidade no processo.

A região metropolitana conta com alguns dos hospitais tidos como referência no Brasil para o tratamento de diversas doenças. E para você nunca mais ter dúvida em relação a qual instituição procurar na hora da necessidade, este post vai apresentar 14 dos principais hospitais de São Paulo, destacando suas especialidades e localizações. Além disso, vamos fornecer informações sobre como um hospital se torna referência e o que isso significa. Vamos lá?

1. O que classifica um hospital como referência?

O Brasil possui uma rede de mais de 6 mil hospitais, entre públicos e privados, espalhados por todo o território nacional. Em meio a esse número, existem os chamados hospitais de referência. Basicamente, são instituições públicas ou privadas que oferecem à população o que há de mais avançado dentro de uma especialidade para o tratamento de doenças.

A seguir, vamos explicar melhor como se dá essa classificação e fornecer algumas dicas para escolher um hospital.

1.1. Os hospitais de referência

Os hospitais considerados centros de referência, em geral, recebem pacientes encaminhados de outras instituições, tanto da rede pública como da rede credenciada de planos de saúde. Nesses centros, há uma alta demanda por recursos financeiros, já que os tratamentos, em geral, são de alto custo e exigem tecnologias avançadas.

Esses procedimentos são também chamados de tratamentos de alta complexidade, bastante comuns em áreas como oncologia, neurologia, cardiologia, dentre outros. O termo “alta complexidade” é bastante conhecido entre os profissionais de saúde, mas, para a população em geral, ainda podem restar dúvidas, principalmente devido à imediata associação com a palavra emergência.

No entanto, vale destacar que, por alta complexidade entende-se a necessidade que o hospital tem de prestar o serviço completo ao paciente em casos específicos. Por exemplo, apendicite é uma emergência, pois demanda atendimento imediato, mas não é complexa, visto que se trata de uma cirurgia mais comum. Em contrapartida, uma cirurgia na coluna, que é programada, é muito complexa e demanda cuidado e planejamento durante todo o processo para a prevenção de sequelas.

O atendimento de alta complexidade é apenas um dos critérios levados em conta na hora de classificar um hospital como referência. Instituições como a ONA (Organização Nacional de Acreditação) e a JCI (Joint Commission International) possuem mais de mil itens a serem levados em consideração na hora de classificar um hospital.

Fatores como a alta qualidade em todas as especialidades ofertadas, infraestrutura adequada, assistência na internação, controle de infecções e demais serviços são verificados por meio de checagem da documentação da instituição e visitas que podem durar até dias.

Em geral, a certificação como centro de referência é solicitada pelos próprios hospitais. Dessa forma, após realizada a visita dos avaliadores, as instituições têm até dois anos para se adequar aos padrões de qualidade propostos pelos órgãos reguladores. O certificado tem validade de até três anos e, depois desse período, ele precisa ser renovado.

A principal vantagem de ser atendido em uma dessas instituições consideradas referência no tratamento de determinada especialidade é a garantia de que ela cumpre todos os requisitos de excelência e ainda fornece o que há de melhor na resolução do seu problema.

Mesmo assim, ainda pode bater aquela dúvida em relação à como escolher a instituição onde devemos iniciar o tratamento. Para facilitar, a seguir, confira algumas dicas para decidir que hospital é o mais adequado para buscar atendimento.

1.2. Os pontos principais na escolha de um hospital

Definir um hospital para realizar algum procedimento ou mesmo uma consulta de rotina pode não ser uma tarefa nada fácil, principalmente quando a especialidade procurada é uma demanda nova em sua rotina. Além disso, apenas no estado de São Paulo, existem mais de 800 instituições destinadas ao cuidado com a saúde, incluindo as redes pública e privada, dentre os quais, diversos são de excelência.

Pensando nisso, listamos alguns fatores que devem ser levados em conta na hora de optar por um hospital. Confira!

1.2.1. Especialidade

A primeira dica é saber que local é referência no tratamento da área para a qual você necessita de atendimento. Como vimos, a classificação verifica em qual área a instituição é referência, levando em conta a forma como são conduzidos os tratamentos.

Por exemplo, se você está com dor de cabeça, busque por hospitais que possuam, em seu quadro de profissionais, médicos especializados em neurologia. A mesma coisa acontece em um caso de dor nos joelhos: aqui, você deve buscar por tratamento com um ortopedista, e assim por diante. Levando esse fator em consideração, já é possível identificar de maneira mais clara quais hospitais checar na hora de buscar ajuda para seu problema.

1.2.2. Indicação

A indicação é uma importante ferramenta na hora de encontrar serviços em qualquer área, incluindo a busca por atendimento médico. Ou seja, uma boa forma de achar um lugar de confiança para o seu tratamento é coletar referências de amigos ou familiares que já tenham passado por situações semelhantes e saber a opinião deles a respeito de todos procedimentos realizados em um determinado hospital.

O ideal é ouvir o máximo de dicas possíveis, já que o atendimento que foi bom para uma pessoa, não necessariamente será adequado para você. Com base em diferentes visões, será mais fácil tomar uma decisão.

1.2.3. Plano de Saúde

Se você possui um plano de saúde hospitalar, que é aquele que oferece consultas, internações, diárias nos hospitais, tratamentos de alta complexidade, como radioterapia e quimioterapia, por exemplo, vale a pena consultar a lista de instituições credenciadas da operadora e ver o que o seu plano garante em cada uma delas.

1.2.4. Qualidade no atendimento

Em geral, quando procuramos um serviço, queremos ser bem tratados, certo? Assim, a forma como você é tratado por toda equipe do hospital, especialmente pelos médicos, pode ser determinante na hora de optar ou não pelo retorno naquela instituição. Nesse ponto, a dica é, além de contar com as indicações, lembrar de experiências passadas que foram satisfatórias.

1.2.5. Disponibilidade

Sabemos que, muitas vezes, não é bom ou até mesmo não é possível, devido à gravidade do problema, esperar por muito tempo para uma consulta. Por isso, um dos critérios na hora de escolher onde se consultar ou se tratar é a disponibilidade, já que a ideia do plano de saúde é evitar que a espera seja tão longa quanto a do SUS.

Além disso, procure saber se a instituição possui canais de relacionamento que possibilitam a comunicação rápida em casos de emergência. Esse é um diferencial muito importante.

1.2.6. Localização

Procurar por locais que fiquem perto da sua casa ou do seu trabalho é bom, pois isso reduzirá os gastos com o deslocamento e o estresse gerado pelo tempo desperdiçado no trânsito. Além disso, em casos de emergência, você terá certeza de que será atendido rapidamente.

1.2.7. Segurança

Depois de pesquisar todos esses itens, o ideal é verificar se você se sente seguro com a escolha, pois, quando procuramos ajuda médica, além do sintoma físico, pode existir ainda uma fragilidade emocional, em decorrência do problema de saúde. Por essa razão, é importante enxergamos com confiança tanto o hospital quanto o médico que nos atende.

2. Onde ficam os melhores hospitais de São Paulo?

Agora que você já viu algumas dicas de como escolher um hospital, vale destacar que a região metropolitana de São Paulo oferece diversas opções, sendo que 14 instituições certificadas como centros de referência, dentre 26 em todo o Brasil, estão localizadas nessa região. Esses hospitais estão distribuídos em diversos pontos, como você verá na seção a seguir.

3. O que saber sobre os principais hospitais de São Paulo?

Como já comentamos, grande parte dos hospitais de referência no Brasil estão localizados na região metropolitana de São Paulo. Por isso, neste artigo, vamos listar, com base em critérios como procedimentos realizados, infraestrutura, corpo de profissionais, quantidade de leitos, qualidade de profissionais, recursos tecnológicos e índice de reclamação, os 14 melhores hospitais de São Paulo. Acompanhe!

1. Hospital 9 de Julho

Localizado em Cerqueira César, na capital paulista, o 9 de Julho teve sua inauguração no ano de 1955. Hoje, a instituição é considerada um centro de referência em medicina de alta complexidade e, para isso, possui um Centro de Medicina Especializada para as situações que exigem mais atenção.

Esse hospital possui também nove centros de referência em diversas áreas da saúde, como tratamento de problemas de coluna, oncologia, diabetes, entre outros. Vale destacar que o 9 de Julho possui um dos centros cirúrgicos mais modernos do país, com o melhor da tecnologia aplicada à saúde.

2. Hospital Albert Einstein

Também originado em 1955, o Hospital Albert Einstein foi fundado pela comunidade judaica que vivia na capital paulistana naquela época. A instituição se localiza no Morumbi, Zona Oeste da cidade. Atualmente, é considerado um dos principais centros de atendimento à saúde da América Latina e está entre os seis melhores hospitais que recebem apoio institucional do SUS, de acordo o Ministério da Saúde.

Esse hospital é especializado em medicina de alta complexidade e é referência em diagnóstico e tratamento de doenças nas áreas de oncologia, cardiologia, neurologia e ortopedia e também em cirurgias. Além disso, é um responsável por diversos projetos relacionados à doação, à captação e ao transplante de órgãos e tecidos em todo o Brasil.

Além de ser um dos hospitais mais procurados por personalidades da política e da mídia, o Albert Einstein também está ligado a ações de filantropia, sobretudo na região de Paraisópolis.

3. Hospital Oswaldo Cruz

O Hospital Oswaldo Cruz foi fundado em 26 de setembro de 1897, por imigrantes de língua alemã que viviam na cidade de São Paulo, liderados por Anton Zerrener. Atualmente, faz parte do grupo de hospitais de referência em saúde do Ministério da Saúde e possui uma Unidade Ambulatorial de Sustentabilidade Social no bairro da Mooca, na Zona Leste da cidade de São Paulo.

Vale destacar que essa instituição é referência no tratamento de doenças oncológicas, circulatórias, osteomusculares e digestivas. Sua infraestrutura completa possui tecnologia avançada e conta com procedimentos de alta complexidade e até mesmo cirurgias robóticas.

4. Hospital Alvorada

O Hospital Alvorada surgiu no ano de 1961, graças ao médico Fernando Mauro Pires Rocha, que abriu um consultório no bairro Moema, na Zona Sul da cidade de São Paulo. Depois de dois anos, o médico criou o Pronto Socorro Alvorada e, posteriormente, juntou-se a outros três profissionais, transformando-o em Casa de Saúde.

Hoje, o hospital é considerado uma das principais referências em atendimentos neurológicos e ortopédicos, além de contar com uma equipe multidisciplinar que acompanha todos os passos do paciente, desde o diagnóstico até a internação e a alta. Além disso, também oferece atendimento diferenciado para idosos com fraturas: com um protocolo específico para esses casos, a ideia é permitir a realização de cirurgias mais ágeis, acelerando o processo de recuperação.

5. Hospital do Coração (HCor)

O HCor surgiu da iniciativa de um grupo de mulheres árabes, no ano de 1918, que tinham o desejo de criar a Associação do Sanatório Sírio, visando cuidar de órfãos da Primeira Guerra Mundial. Depois de alguns anos, o hospital estendeu o seu atendimento para pacientes tuberculosos e, na década de 1960, dedicou-se também à cirurgia torácica, dando início ao que, mais tarde, foi chamado de Hospital do Coração.

Hoje, o HCor conta com seis unidades, sobretudo na região centro-sul da capital paulistana, e é referência em cardiologia, cardiopediatria e medicina fetal. Além disso, é destaque na área de medicina do esporte e ortopedia.

Esse hospital também faz parte da rede do SUS e desenvolve 37 projetos de saúde vinculados ao Governo Federal. Um destes é o que estuda e desenvolve o tratamento e cirurgias cardíacas em fetos.

6. Hospital Geral de Itapecerica da Serra (HGIS)

Localizado em Itapecerica da Serra, pertencente à região metropolitana de São Paulo, o HGIS foi inaugurado no dia 3 de março de 1999 e faz parte do grupo de hospitais paulistas gerenciados sob o modelo de parceria público-privado. No ano de 2000, o Hospital Geral de Itapecerica da Serra recebeu o Prêmio Nacional Professor Galba de Araújo, como forma de reconhecimento ao trabalho realizado no SUS.

Hoje, a instituição é reconhecida como centro de referência em medicina de alta complexidade, incluindo cirurgias pediátricas, ortopédicas, obstétricas, vasculares, urológicas, oftalmológicas e também neurocirurgias e procedimentos de cabeça e pescoço.

É interessante frisar, ainda, que o HGIS preza pela humanização do atendimento, visando a satisfação dos pacientes e um diagnóstico mais completo. Para isso, investe constantemente na atualização de toda a equipe de funcionários.

7. Hospital Infantil Sabará

O Hospital Infantil Sabará é a única instituição do estado de São Paulo com atendimento exclusivamente pediátrico que possui a credencial da JCI como centro de referência. Localizado no bairro Higienópolis, no centro da capital São Paulo, ele foi idealizado como Pronto Socorro Infantil Sabará, por um grupo de pediatras, no ano de 1961. O hospital foi evoluindo a cada ano e, hoje, é um centro de excelência do atendimento pediátrico em São Paulo, enquadrando-se no modelo e no conceito dos Children’s Hospital.

Essa instituição é equipada com tecnologia de ponta e conta com uma equipe multiprofissional especializada no atendimento de crianças. Dentro da pediatria, desenvolve áreas como cardiologia, oncologia, ortopedia, anestesia e nefrologia. Tudo isso foi possível graças a um investimento de 4 milhões de reais.

8. Hospital Paulistano

O Hospital Paulistano está instalado no Bairro Bela Vista, na cidade de São Paulo, e foi fundado em 1947, quando era chamado de Hospital Nossa Senhora do Carmo, desde sempre com o intuito de ser referência em medicina.

Com o foco no atendimento de média e também alta complexidade, os destaques desse hospital estão no tratamento oncológico e na premissa de oferecer um atendimento humanizado. Para isso, preza por manter amplas e modernas acomodações, de modo a proporcionar conforto aos pacientes e seus acompanhantes.

O Hospital Paulistano ainda tem relevância no tratamento de dor, doenças e lesões na pele e asma.

9. Hospital Samaritano

Com mais de 120 anos de atuação, o Hospital Samaritano foi o primeiro a atender pela rede privada na cidade de São Paulo. Também localizado em Higienópolis, recebeu, em 2004, o certificado de referência da JCI e repetiu o feito por mais 3 vezes. Suas principais áreas de atuação são neurologia, cardiologia, oncologia, gastroenterologia, urologia, ginecologia obstetrícia e perinatologia.

Reconhecido por excelência pelo Ministério da saúde, o Hospital Samaritano foi considerado, pela América Economia Intelligence, como o segundo melhor hospital do Brasil.

10. Hospital Santa Paula

Fundado em 1958, ainda como pronto-socorro, o Hospital Santa Paula pode ser considerado um centro de excelência localizado na Zona Sul da cidade de São Paulo. Essa instituição atende aproximadamente 100 mil pessoas por ano em seu centro de pronto atendimento e também é reconhecido por possuir instalações modernas, equipamentos de alta tecnologia, além de prestar atendimento humanizado.

As principais áreas de especialidades desse complexo hospitalar são, sobretudo, tratamentos de complexidade, como cardiologia, oncologia e neurocirurgia.

11. Hospital São Camilo (Unidade Pompeia)

O Hospital São Camilo é um dos centros de saúde mais completos do Brasil, e a Unidade Pompeia foi inaugurada no ano de 1960, sendo a primeira da rede. Esse hospital se destaca por dedicar um alto investimento para melhorar suas instalações, ampliar o uso de tecnologia e manter o uso constante dos avanços tecnológicos.

A instituição possui um Centro de Referência para Transplante de Medula Óssea, além de diversos outros centros dedicados ao diagnóstico de variadas doenças.

É também classificado, pelo Instituto Nacional do Câncer e pelo Ministério da Saúde, como destaque na promoção de saúde.

12. Hospital São José

Essa instituição é considerada como um hospital premium, já que conta com um dos maiores complexos privados da América Latina. O Hospital São José fica localizado no bairro Bela Vista, no centro da cidade de São Paulo, e se destaca pelo trabalho rigoroso com a tecnologia a serviço da prevenção de infecções e acidentes.

Também oferece o atendimento a seus pacientes tendo como premissa o conceito de hotelaria hospitalar, que garante mais conforto e comodidade, inclusive para os acompanhantes. O serviço prestado inclui diversas facilidades, como auxílio de intérpretes, reservas em hotéis da preferência do paciente, despachantes e atendimentos estéticos em geral.

13. Hospital Sírio-Libanês

O Hospital Sírio-Libanês surgiu no ano de 1921, fundado pela comunidade sírio-libanesa que se encontrava no país, como forma de retribuir a acolhida recebida. Na ocasião, foi criada a comunidade filantrópica Sociedade Beneficente de Senhoras, que até hoje mantém a instituição, localizada no Bairro Bela Vista, na capital paulistana.

O hospital é também considerado pelo Ministério da Saúde como um centro de excelência e possui um dos centros de atendimento oncológico mais completos do continente. Além disso, conta com outros 30 centros e núcleos da mais avançada medicina, com especialidades em áreas como: tratamento da dor, mal de Parkinson e cuidados do tórax e do fígado.

Vale destacar que essa instituição também possui projetos em parceria com o SUS nas áreas de transplantes cardíaco e hepático.

14. Hospital TotalCor

Localizado no Jardim Paulista, na Zona Oeste de São Paulo, a unidade paulistana do Hospital TotalCor teve sua inauguração no ano de 2006. Também certificado pela JCI como centro de excelência no cuidado com doenças específicas e infarto, o hospital é especializado no tratamento de média e alta complexidade, sobretudo de doenças cardíacas.

Além disso, se destaca por atendimento humanizado e por possuir infraestrutura que garante uma melhor acolhida tanto aos pacientes quanto aos seus familiares.

No artigo de hoje, vimos como um hospital pode ser considerado referência em uma determinada área, dicas para fazer a escolha certa em caso de necessidade e apresentamos 14 dos melhores hospitais de São Paulo. Vale lembrar que, muitas vezes, o atendimento hospitalar está ligado à qualidade e à abrangência do seu plano de saúde. Para ter diversidade de opções e ainda poder contar com uma assistência completa, um plano de saúde premium pode ser a melhor opção.

E aí, o que achou deste texto? Se você quer saber tudo sobre planos de saúde, não deixe de assinar a nossa newsletter para receber tudo em primeira mão!

Tabelas atualizadas dos principais planos de saúde: planos individuais, empresariais, para gestantes, para crianças, para familiares e para idosos.

final de ano black - amigao saude - 2018Powered by Rock Convert