Doenças da terceira idade: veja as 6 mais comuns e como evitá-las

fev 7, 2018

Já ouviu dizer que nos aposentamos para cuidar de doenças? Isso porque é muito comum que diversos males se manifestem na velhice. Uma vida de muito trabalho, estresse e sedentarismo são fatores que contribuem para o aparecimento de doenças da terceira idade. 

Porém, é possível ter uma vida longa com o máximo de saúde, sabia? Para isso, é importante que se conheçam as causas das principais doenças, os tratamentos e formas de prevenção.

Pensando nisso, preparamos este post com as principais doenças da terceira idade. Acompanhe!

Doenças mais comuns na terceira idade

1. Doenças cardiovasculares

Decorrentes principalmente de um estilo de vida estressante e alimentação inadequada, as doenças cardiovasculares são campeãs entre os idosos. Muitas vezes, elas não se manifestam até ocorrer um problema mais grave. Por isso, é importante estar atento e em dia com os exames.

Pressão alta

A hipertensão é, em geral, causada pelo consumo excessivo de sal e estresse. Embora por si só não seja mortal, os problemas acarretados por ela a longo prazo podem se tornar graves e comprometer a qualidade de vida.

O tratamento é feito com medicamentos que aliviam a pressão dos rins e uma dieta balanceada, com pouco sal e gordura. Quando associada a altas taxas de colesterol no sangue, o quadro se agrava.

Se não tratada, a hipertensão leva a quadros de insuficiência cardíaca, renal e mesmo infartos e acidentes vasculares. A prevenção se dá pelo estilo de vida saudável, com dieta balanceada, pouco sal e prática regular de exercícios físicos.

Acidente Vascular Cerebral (AVC)

O AVC acontece após uma artéria entupir e bloquear a circulação de sangue no cérebro ou, no caso do AVC hemorrágico, após se romper e inundar o cérebro de sangue. Suas causas incluem estresse, hipertensão, tabagismo, colesterol alto, obesidade e estilo de vida pouco saudável.

O AVC pode ocorrer a qualquer momento, sem sintomas prévios. Alguns sinais incluem desmaios, paralisia facial e confusão mental. As sequelas podem ser graves, uma vez que o AVC causa danos permanentes ou semipermanentes no cérebro.

Para prevenir, é importante que se tenha uma vida ativa, com prática de exercícios e alimentação balanceada.

2. Diabetes

O diabetes tipo 2 é causada pela incapacidade do pâncreas em produzir insulina suficiente para digerir o açúcar dos alimentos. Isso ocorre após um longo tempo de consumo excessivo de açúcar e sobrecarga do órgão. Por isso, o tratamento é feito com aplicações de insulina artificial.

Para prevenir, é preciso ter cuidado com o consumo de açúcar e alimentos com carboidratos. Exames periódicos de medição da glicemia no sangue também são importantes, principalmente após os 50 anos.

3. Osteoporose

O surgimento de porosidade nos ossos e enfraquecimento deles é muito mais comum em mulheres, devido às mudanças hormonais vindas com a menopausa. Ela pode ser diagnosticada com exames de densitometria óssea, que, em geral, são realizados periodicamente após os primeiros sintomas do climatério.

A prevenção e tratamento incluem consumo de laticínios ou suplementos de vitamina D, bem como banhos de sol e a prática de exercícios físicos leves.

4. Doenças degenerativas

Essas doenças, em geral, são relacionadas à decadência do cérebro e outros órgãos. Os sintomas incluem esquecimentos, confusão mental e mudanças de comportamento. As causas podem ser doenças preexistentes, como Parkinson, ou fatores genéticos.

Em alguns casos, o tratamento é feito por medicamentos que atenuam os sintomas ou retardam o progresso da doença. Como não é possível prever o surgimento desses tipos de problema, é importante que se tenha um plano de saúde desde cedo, para ajudar a prevenir e tratar esses males.

5. Depressão

Considerada o mal do século, a depressão é uma das doenças mentais mais comuns entre os adultos. Ela surge pelo estilo de vida urbano e pode ser agravado com o estresse do trabalho e sedentarismo.

No caso dos idosos, a depressão pode surgir logo após a aposentadoria, devido à transição e diminuição da vida social. O surgimento de outros problemas de saúde e afastamento da família também podem acarretar ou agravar esse quadro.

Os sintomas incluem isolamento, tristeza contínua, mudanças de humor e comportamento, sono excessivo ou insônia, falta de apetite ou compulsão alimentar, entre outros. O tratamento leva tempo e pode incluir uso de antidepressivos e psicoterapias.

6. Problemas de visão

A doença macular degenerativa causada pela idade é extremamente comum, sendo uma das causas da cegueira na terceira idade. Em geral, manifesta-se pela dificuldade de enxergar no centro, enquanto a visão periférica é preservada.

Outra doença comum em idosos é a catarata, que é a formação de uma camada mais grossa no cristalino, que o deixa opaco. Ela demora a se formar e costuma surgir com a idade, sendo agravada pela luz solar forte e, em casos mais incomuns, uso de medicamentos.

Outro problema que surge com a idade é a dificuldade em enxergar objetos próximos e na leitura. Essa doença é chamada de presbiopia e não tem cura. Ela pode ser tratada com o uso de lentes corretivas.

Prevenção das doenças da terceira idade

Um estilo de vida saudável, com exercícios físicos frequentes e alimentação balanceada são importantes para garantir a saúde no presente e no futuro. Essas medidas, em conjunto com atenção à saúde e realização de exames periódicos de prevenção, podem auxiliar no envelhecimento normal, ou seja, sem doenças crônicas.

É importante, além disso, conhecer bem o histórico familiar e médico. Assim, é possível estar preparado para doenças que nem sempre se é possível prever, como Alzheimer e doença macular generativa. Por isso, contar com um bom plano de saúde pode ser a diferença entre uma velhice saudável ou não.

Importância do acompanhamento médico

Uma vez diagnosticada com algumas das doenças da terceira idade, é importante que se faça o acompanhamento médico adequado pelo tempo que for necessário. Em geral, todos devemos realizar exames e nos consultarmos periodicamente, de forma a prevenir e tratar males precocemente.

Porém, na velhice, as doenças podem ser mais difíceis de tratar ou ter um processo mais prolongado. Realizar o acompanhamento médico adequado e de forma disciplinada ajuda a garantir a qualidade de vida e manter a saúde sempre em dia.

Para isso, é importante que se tenha acesso a médicos e exames de qualidade. Ter um plano de saúde pode ser uma forma de garantir isso com tranquilidade.

Uma vida cheia de estresse e sedentarismo pode levar a sérios problemas futuros. Para aproveitar a terceira idade com todas as vantagens e muita saúde, é importante se cuidar desde já! Com um estilo de vida saudável e um bom plano de saúde é possível se prevenir e estar preparado para encarar as doenças da terceira idade.

Saiba mais sobre saúde e conheça os nossos planos. Entre em contato com a Amigão da Saúde já e garanta sua qualidade de vida!

Tabelas atualizadas dos principais planos de saúde: planos individuais, empresariais, para gestantes, para crianças, para familiares e para idosos.